Voar-Possibilidades-Poesia

 

Possibilidades

 

Sentindo-se leve, atravessava o céu agora azul.
Via-se deitado no nada, com medo, mas feliz.
Olhava pra baixo e via ali pequenos vilarejos,
animais, plantio, gados e sertanejos.
Não pensara nisso, mas voar era possível?
Com esse pensamento se via caindo,
batera no chão, num oco som horrível.
Dor não sentira,
nem sinais no corpo ele via.
O que agora alertava é que a vida partia.
Atordoado, em meio a sonhos e devaneios,
pensava ser este, o fim de seus dias?
O segredo era esse,
não saber a verdade.
Voar ou correr, e até mudar os dias.
Pensar e fazer, querer e tentar,
sem saber se podia.
Agir por impulso,
sem pensar na possibilidade.
Despertara do sono,
o corpo quente, ardia.
Seu rosto molhado,
eram lágrimas de alegria.


~Eduardo Quintanilha

Anúncios

»

  1. Muito bom mesmo!Eu não sei escrever poesia, meu forte é prosa, é o que eu gosto de escrever. De vez em quando eu arrisco alguns poemas, mas confesso que não sou muito fã do que escrevo nesse formato!Enfim, parabéns, pela sensibilidade e amadurecimento. É difícil ver rapazes de 18 anos com uma cabeça tão bem formada!Geralmente esses “rapazes” estão mais para adolescentes de 15 anos.

    Abraços!

    Responder
    • Que isso! Muito obrigado pelo elogio. Como eu disse, “Almeja a fama e a glória como escritor, ou só alguém que goste de seus textos”. Fico muito feliz quando alguém diz gostar ou até mesmo se identifica com o que eu publico.
      Você escreve muito bem! E te digo mais, sou um fã do seu tipo de escrita, me imagino no lugar do “personagem”.
      Mais uma vez, obrigado!

      Abraços!

      Responder
      • A coisa mais linda que um escritor pode ter, é a atenção e identificação de seus leitores. Eu também almejo ser escritora, ter meus livros publicados, largar minha vida de analista de sistemas estressada. Eu posso ter poucos leitores, aliás, prefiro ter poucos leitores, mas um livro bem escrito, do que ser um best seller e ser terrivelmente escrito, e que não faça refletir sobre tal, vide os cinquenta tons da vida e a saga dos vampiros brilhantes. Sendo assim, meu maior presente é ter leitores que se identificam, aqueles que me criticam, aqueles que leem e se imaginam no lugar. Posso não ter tantos seguidores, mas cada seguidor é um pedaço de mim e motiva-me a cada vez mais escrever!Abraços!E vamos sim, viver da glória de escrever!

      • Você pensa exatamente como eu, e ainda exercemos quase a mesma função de trabalho hahaha. Embora eu tenha receios, penso muito em escrever “profissionalmente”, mas isso exige dedicação. Meus leitores, assim como os seus são pouquíssimos, mas já são parte do blog e tenho um enorme apreço por todos. Deve ser por isso que uma cidade menor é mais “humana” que as metrópoles, partem da mesma ideia.

        Agradeço novamente pela visita. Um abraço!

Se gostou, comente. Se não gostou, comente também. Críticas construtivas são sempre bem vindas!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: