Xicara-Chocolate-Quente

Dilema

 

 

 

Dormia inquietante, seus olhos não paravam, mesmo de pálpebras cerradas. Sonhava que era um pássaro, vez que era perseguido.
Acordava num relance, olhava o relógio, as horas não corriam. Tentava sem sucesso retornar ao sonho, mal lembrava qual era. Vivia neste dilema, era seu, por direito.
Levantara aturdido, ainda era escuro. Fez um chocolate quente e bebericava sentado á mesa. Sua mãe sempre lhe dissera que um bom chocolate quente trazia de volta o sono.
Atônito, pensava por que era daquele jeito. Não queria viver assim, queria ser normal. Mas o que é ser normal?
Refletia logo após. Trabalhar dia pós dia, descansar uma fração de tempo e mal se recompor? O que o tornaria normal? Era de fato curioso. Ser alto, magro, obeso ou baixo? Negro, pardo, branco ou amarelo? Por que não azul? Todos são de extrema diferença. A anormalidade faz parte do ser.
Refletira um bocado, já em sua cama.
Adormeceu finalmente. O sol já sorria por sobre a copa das árvores. Seu sono era calmo e puro. Seu dilema agora mudara.

 

 

 

~Eduardo Quintanilha

 

Anúncios

»

  1. Muito bom!! Enfrentamos esses dilemas frequentemente mas nos esquecemos de nos perguntar porque fazemos isso. Texto ótimo, como sempre! Sucesso :)

    Responder

Se gostou, comente. Se não gostou, comente também. Críticas construtivas são sempre bem vindas!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: