Birds Singing Lies

Os passáros entoam e trovejam ao vento.
De longe ouve-se seu farfalhar por entre as copas das árvores.
Eles cantam, eles gritam!
Mas não se encante.
Eles mentem, mentem sem cessar.
É fim de tarde.
O sol procura refúgio no horizonte.
Os pássaros continuam. Eles nunca param?
Seu canto é tão lindo.
Uma orquestra de violinos finamente afiados, tocando no teatro do nada.
Pois não se deixe levar.
Eles mentem, menina.
Eles sempre mentem.

 

-Eduardo Quintanilha

Anúncios

Sobre Eduardo Quintanilha

21 anos, Analista de Suporte. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Skatista entre uma prova e outra, e escritor nas horas vagas. Decidiu criar o blog para publicar seus textos escritos à base de muito café e olheiras. Almeja ser reconhecido pelos seus textos e poemas, ou que alguém goste de seus textos.

»

  1. … Deixe me fazer uma estenção do seu belo texto: talvez os pássaros não mintam mas talvez eles sejam presságios da Morte. Não me leve a mal, isso não é uma crítica ao seu texto, nem destrutiva nem construtiva porque afinal, cada escritor tem sua singularidade e vê o mundo de acordo com ela e ninguém, nem os maiores críticos literários, podem se intrometer nisso. Obrigada por esse belo post.

    Responder

Se gostou, comente. Se não gostou, comente também. Críticas construtivas são sempre bem vindas!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: