Não leve à sério. Sério, não leve.

image

Lago Igapó - Londrina PR

Sou dos que não leva a vida
Muito à sério.
Dos que preferem o mar,
A um império.
Daqueles em que tudo é bom,
Sem critério.
Afinal, no final,
Qual a cor do seu túmulo
No cemitério?

                              (Eduardo Quintanilha)

Anúncios

Sobre Eduardo Quintanilha

21 anos, Analista de Suporte. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Skatista entre uma prova e outra, e escritor nas horas vagas. Decidiu criar o blog para publicar seus textos escritos à base de muito café e olheiras. Almeja ser reconhecido pelos seus textos e poemas, ou que alguém goste de seus textos.

»

  1. Muito bom texto Eduardo: a vida é assim mesmo. Muitos se preocupam com fama, dinheiro, status, riqueza, enfim… esquecem-se que, no final, tudo vai terminar dentro um buraco de concreto, geralmente na cor cinza. Ali, neste lugar, acabam de vez todas as diferenças, as arrogâncias, o “status”.

    Responder
  2. Afinal, nada se leva, muito menos à sério

    Responder

Se gostou, comente. Se não gostou, comente também. Críticas construtivas são sempre bem vindas!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: