Arquivo da tag: eq

Navios

Vento
pras velas.
Que levam
o casco.
Que lavam
o asco.
Que trazem
o navio
de um lado
do mundo,
pra perto de
tudo.

Pro nosso
amor,
eu peço
coragem.
Pra enfrentar
a maldade.
Do vento
que vem
de longe.
Do outro lado
do mundo.
Pra esfriar
o coração,
e deixar
meu eu
e
meu você
mudo.

                                    ~ E.Q.

Anúncios

Orgulho

Olhe-me nos olhos
E diga, sem vacilar.
Diga, que não sou
O que você queria.
Olhe nesses olhos
Que tanto te
Observaram dormir.
E diga, sem hesitar,
Que tudo não passou de
Um ledo engano.

Quero ouvir
De teus lábios.
Esses que tanto
Umedeceram os meus
Que tudo
Sempre fora
Nada menos
Do que
Nada.
                                                 – E.Q

Ei de ser?

Eu que já fui.
Eu que sou.
Eu que serei.

Nunca fui nada.
Sou nada menos.
O futuro,
Não sei.

Eu que fui mar.
Sei que sou lágrimas.
A torneira,
Fechei.

Um dia, fui eu.
Agora eu tento.
Desculpe,
Eu juro,
Tentei.
                  
                           (Eduardo Quintanilha)

Prolongamentos

Talvez nós não combinemos,
Meu bem.
Que tal tentarmos
Semana que vem?
Eu mal me entendo,
Você tem medo.
Talvez eu seja mesmo mal.
Podemos deixar para
O próximo mês, que tal?

As brigas são constantes,
Eu escrevo vogais e consoantes.
Num presente que
Já não é mais como antes.

E o que esperar de nós,
Se você mal sabe
Que te amo?
Ando pensando, querida.
E se nós tentarmos
No próximo ano?

                                (Eduardo Quintanilha)

Escrevo

Palavras jorram,
Como água da torneira.
Um turbilhão de emoções.
Uma foz com cachoeira.

Entro no meu barco,
E despenco
Rio abaixo.
Libertando-me dos monstros
Que me querem ver
Pra baixo.

Só assim
Me sinto bem.
Nem dinheiro,
Nem ninguém.

A paz reina,
Mas pra quem?

                       

                           (Eduardo Quintanilha)