Arquivo da tag: paixão

Auto afirmação

Amante da madrugada.
Influenciado pela paixão.
De dia é cerebelo.
De noite, só coração.

Escreve, porque precisa.
Precisa, porque escreve.
Desmancha cada verso,
E quando remonta, percebe.

Sua vida é a poesia.
Há quem não entenda,
Ou se negue.
Como uma flor,
Que se queira manter bela.
É necessário
Que se regue.

                                           – E.Q.

Etílicos 1/3

Um brinde à paixão,
Que te deixa maluco.
Um brinde ao tempo,
Que te deixa caduco.
Também ao silêncio,
Que conversa mudo.
E um brinde à poesia,
Que cura isso tudo.

Um brinde à morte,
Que acaba
Com a vida.
E um brinde à cerveja,
Que torna agradável
Essa angústia contida.

                           (Eduardo Quintanilha)

Escrevo e descrevo,
romances e paixões.
Vividos e inventados.
Sentimentos e emoções.

Sou poeta sem coração,
mas a vida,
levo na calma.
Poemas sugam
nossa essência.
As paixões levam
a alma.

Encrencadamente confuso

Foto0698

Terça Nublada

Terça Nublada

Imagem

Estava tomando meu café da manhã quando ela entrou. É o local onde frequento diariamente, gosto daqui, é perto de onde trabalho, e o primeiro café expresso é cortesia da casa.
Ela abaixava o volume do iPod, enquanto era atendida no balcão. Nunca havia visto aqueles cabelos pretos por aqui. Talvez por isso gostasse tanto deste lugar, sempre me surpreendia.
Ouvi ela pedir chá, pão, e torradas. O atendente lhe ofereceu uma caneca com café expresso, ela recusou, disse lhe que não gostava, e agradeceu com delicadeza.
Não consegui desviar o olhar daquela moça. Pude notar detalhes e traços de seu rosto, inesquecíveis traços.
Ela então terminou seu chá, e saiu, parecia atrasada. Também me levantei após alguns minutos. Fiquei pensando naqueles olhos castanhos no caminho para o trabalho. Era inútil tentar tirar ela da minha cabeça, estava apaixonado. Como poderia? Ela mal gostava de café! Enfim aceitei, e torci para reencontrá-la no dia seguinte. Afinal, nunca se sabe o que esperar de uma terça-feira nublada.

— Eduardo Quintanilha

Sobre ela

Garota

Teu jeito de ser, tão calmo e eufórico.
Contraste de mim, um bobo risonho.
Olhar que me inspira, sorri-me calórico.

Pequena minha,
de cabelos dourados.
Tua pele nevada.
Sua boca marcante,
de lábios corados.

Algo que de repente, aqui cresceu.
Faz meu tudo parecer nada,
o mundo todo parecer nosso,
e meu mundo completamente seu.

Olhos que dizem, sem menor discrição.
És meu lindo problema,
és também minha solução.

Ofereço-lhe o que tenho, pequena.
Abraços e beijos,
um pequeno poema,
e meu humilde coração.

~Eduardo Quintanilha

Sobre se Apaixonar

Casal-Paixão

Começa de leve, quase sem querer. Não quer se abrir, tens medo de novamente se ferir.
Tudo parece lindo, realmente é para você. Está cego e surdo, todos estão errados.
Sua consciência grita em protesto ao que seu coração insiste em dizer. Ela então perde a voz.

Cada momento é como uma poesia, que não se transforma em palavras.
Tudo parece estar dando certo agora. E deveria.

A consciência retoma sua voz e te impõe que repense. Ela tem razão, mas o coração já não está bem.
Estúpido em acreditar e se deixar levar mais uma vez.
Nada mais pode ser feito, que então sirva de aprendizado.

~Eduardo Quintanilha