Arquivo da tag: silêncio

Etílicos 1/3

Um brinde à paixão,
Que te deixa maluco.
Um brinde ao tempo,
Que te deixa caduco.
Também ao silêncio,
Que conversa mudo.
E um brinde à poesia,
Que cura isso tudo.

Um brinde à morte,
Que acaba
Com a vida.
E um brinde à cerveja,
Que torna agradável
Essa angústia contida.

                           (Eduardo Quintanilha)

Anúncios

Homem-Silencio

Silentium 

 

É no silêncio, onde melhor me encontro,
onde consigo ouvir-me por inteiro.
Nem sempre o silêncio é mudo…

Pensamentos vêm e vão,
como os dias, rápidos e rasteiros.
Lentos, como o sono, que demora a chegar.

Longe da incansável rotina sonora,
que polui os sentidos.

Uma temporária ausência,
do restante do mundo.

Nesse silêncio, me recomponho.

~Eduardo Quintanilha